As maiores aquisições cervejeiras em 2019

À medida que 2019 chega ao fim, encerramos um ano de aquisições que viram duas cervejarias britânicas importantes sendo compradas por investidores estrangeiros.

A Constellation Brands certamente foi uma das mais ativas no cenário, assumindo participações majoritárias e minoritárias em várias empresas, além de ter anunciado a venda da Ballast Point Brewing Company de San Diego para a Kings & Convicts Brewing Co, com sede em Illinois . por uma quantia não revelada. A Constellation comprou a cervejaria em 2015 por US $ 1 bilhão em 2015, mas os relatórios sugerem que agora vale apenas US $ 28 milhões. .

No Reino Unido, 2019 marcou a divisão dos varejistas Majestic e Naked. Foi também um ano importante para a indústria cervejeira e de consumo fora do lar (pubs) do Reino Unido, com vários acordos de alto nível envolvendo Fuller’s, Greene King e Stonegate.

Em outros lugares, a AB InBev vendeu sua subsidiária australiana, a Diageo (dona da Guinness) investiu em bebidas não alcoólicas pela primeira vez

Outras grandes ofertas de bebidas deste ano, Amber Beverage Group adquire a distribuidora britânica de bebidas Cellar Trends , Diageo comprando a empresa de coquetéis Tipplesworth .

AB InBev vende subsidiária australiana Carlton & United Breweries para Asahi por AU$ 16 bilhões

Como parte da transação, a Asahi agora tem o direito de vender o portfólio de marcas da AB InBev na Austrália. A AB InBev afirmou que a venda ajudará a “acelerar sua expansão” em outros mercados na região da Ásia-Pacífico e também globalmente.

Os recursos do negócio serão usados ​​para quitar a dívida da AB InBev, embora tenha declarado que sua meta é atingir uma relação de dívida líquida / EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) abaixo de 4x até o final de 2020.

AB InBev vende subsidiária australiana Carlton & United Breweries para Asahi por AU$ 16 bilhões

O acordo está sujeito a condições de fechamento e aprovação regulatória e, se for dado prosseguimento, deve ser concluído até o primeiro trimestre de 2020.

A AB InBev também realizou uma série de outras transações de alto nível este ano. Em novembro, mudou a estratégia após recusar um acordo para adquirir o restante da Craft Brew Alliance em agosto, anunciando a compra de toda a empresa em um negócio estimado em US$ 321 milhões.

Este ano, também adquiriu a aguardente Cutwater, sediada em San Diego, fundada por três ex-executivos da Ballast Point Brewing e a Platform Beer Company, com sede em Cleveland – uma das cervejarias independentes de mais rápido crescimento nos EUA.

Seu braço de capital de risco, a ZX Ventures, também comprou a participação restante no site de revisão de consumidores Rate Beer este ano.

Fullers vende negócios de cerveja e distribuição para Asahi por 250 milhões de libras

Asahi teve um ano ocupado. Em janeiro, adquiriu a conhecida cervejaria britânica Fuller’s, com sede em Chiswick. O acordo incluiu a London Pride, a histórica Griffin Brewery e toda a operação de fabricação de cerveja da Fuller, além das cidra Cornish Orchards, Dark Star Brewing e Nectar Imports, empresa de atacadistas de vinho e rede de distribuição de bebidas.

A venda significa que a Fuller’s agora é apenas uma operadora de bares e hotéis.

Fuller vende negócios de cerveja e distribuição para Asahi por 250 milhões de libras

Isso, segundo a empresa na época, é o “núcleo dos negócios” e gera 87% de seus lucros operacionais. O acordo fornecerá “capital significativo para acelerar o investimento nos negócios de bares e hotéis premium, organicamente e por meio de aquisições futuras”.

Greene King comprado pelo magnata da propriedade da HK por £ 2,7 bilhões

Em agosto, Li Ka-shing, o homem mais rico de Hong Kong e o proprietário da incorporadora imobiliária CK Asset, chegou a um acordo para comprar a cervejaria britânica Greene King por 850p por ação (um prêmio de 51%), que é equivalente a 2,7 bilhões de libras no total.

Greene King comprado pelo magnata da propriedade da HK por £ 2,7 bilhões

Li Ka-shing, um multibilionário de 91 anos, também é dono da rede de farmácias Superdrug e da operadora móvel Three.

O executivo-chefe da Greene King, Nick Mackenzie, disse na época que a CK Assests “entende os pontos fortes de nossos negócios e agradecemos seu compromisso em trabalhar com a equipe de gerenciamento existente, evoluindo a estratégia e investindo nos negócios para garantir seu crescimento contínuo a longo prazo…”

Sediada em Suffolk, a Greene King possui 2.700 bares, restaurantes e hotéis em todo o país.

Boston Beer Co. adquire a Dogfish Head Brewing por US$300 milhões

Em maio, a Boston Beer Co., que produz a Sam Adams, comprou a Dogfish Head Brewery, em um acordo de duas das cervejarias artesanais pioneiras No EUA.

A aquisição, estimada em US$ 300 milhões, foi a maior da história da Boston Beer.

A Boston Beer também adiantou US $ 173 milhões para comprar uma participação na cervejaria de Delaware, atualmente de propriedade da empresa de private equity LNK Partners.

Boston Beer Co. adquire a Dogfish Head Brewing por US$300 milhões


#BostonBeerCo #BallastPointBrewingCompany #Asahi #Diageo #ConstellationBrands #ABInBev #GreeneKing #DogfishHeadBrewing #CarltonampUnitedBreweries #Fullers

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014