​​Catharina Sour conquista adeptos, recebe prêmios e é tema de concursos no Brasil

Catharina Sour Uva Goethe (Foto: Fernanda Arab)


No fim de 2015, quando as cervejarias catarinenses começaram a produzir rótulos baseados na Berliner Weisse, com adição de frutas, sem saber iniciaram um movimento que ganha força e adeptos no Brasil. Nomeado de Catharina Sour, em homenagem ao pioneirismo do estado na produção das artesanais no país, o estilo cresce no interesse de consumidores, cervejarias e caseiros.

O mundo também se rende ao estilo. A Lohn Bier, por exemplo, acaba de conquistar duas medalhas no World Beer Awards 2017 com a sua linha: ouro com a Catharina Sour Uva Goethe e prata com a Catharina Sour Bergamota. Como a Catharina Sour ainda não é catalogada pelos guias oficias de estilo, elas entraram na categoria Flavoured Fruit and Vegetable.

Os concursos nacionais para cervejeiros caseiros estão de olho nesta tendência. A Bier Vila, conhecida casa cervejeira de Blumenau (SC), está com inscrições abertas para o 2º Concurso de Cervejeiros Caseiros e escolheu a Catharina Sour como tema. “Indo contra a maré de copiar receitas criadas por cervejeiros norte americanos e de outras nacionalidades, nós acreditamos que é possível que tenhamos uma personalidade própria com o que temos disponível no Brasil”, comenta Yuri Santos, sommelier do restaurante.

Catharina Sour Bergamota (Foto: Fernanda Arab)


Ele, que é o responsável pela organização das normativas do guia, salienta que as vagas são limitadas e as inscrições vão até o dia 30 de setembro e todas as informações estão disponíveis em www.biervila.com.br/concurso. A iniciativa é apoiada pela Associação das Cervejarias Artesanais de Santa Catarina (Acasc) e pela Associação dos Cervejeiros Caseiros de Santa Catarina (AcervA Catarinense). Características De acordo com a catalogação, “a Catharina Sour é uma ale de trigo leve e refrescante, de teor alcoólico médio e amargor imperceptível. Acidez assertiva com destaque no aroma e sabor da fruta que deve ser adicionada, e pode ser complementada por especiarias”.

A graduação alcoólica varia de 4% a 5,5% e o amargor vai de 2 IBUs a 8 IBUs.​

#AssociaçãodosCervejeirosCaseirosdeSantaCatarina #CatharinaSourBergamota #CervejariaLohnBier #CatharinaSour #ACASC #FlavouredFruitandVegetable #WorldBeerAwards2017 #CatharinaSourUvaGoethe #BerlinerWeisse #AssociaçãodasCervejariasArtesanaisdeSantaCatarina #ACervACatarinense #2ºConcursodeCervejeirosCaseiros

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014