Cerveja na História – Pubs durante a 2° Guerra

Foi encontrado um tempo atrás em um artigo digital do Museu da Guerra Imperial, na Inglaterra, imagens que mostram como a cerveja estava presente no dia a dia dos combatentes. Utilizado como uma válvula de escape para a pressão de estar em guerra ou então para comemorar seus feitos. Se reuniam em pubs normalmente para jogar conversa fora e beber.

Abaixo temos algumas imagens de como eram feitos os encontros e o dia a dia nos pubs.


Soldados franceses livres e marinheiros desfrutam de um copo de cerveja em um pub de Londres, 1940.



Um grupo de soldados em um pub local, da vila em Oxford, desfrutando de um copo de cerveja e um bate-papo. Muitos destes homens serviram durante a Primeira Guerra Mundial. O segundo da esquerda para a direita é o tenente Oliver, gerente da propriedade local e Comandante dos Soldados.



Um pescador idoso desfruta de um copo de cerveja na casa pública Crown and Anchor em Lindisfarne.



Reverendo Joseph Stephens conversa com os marinheiros americanos: William Eiseneacher (de 204 East Main Street, Tremont, Pennsylvania) e John Bacher (de 1617 North Spring Street, Jeffersonville, Indiana) no pub ‘Royal Albert ‘ em Silveiras. Vários outros homens podem ser vistos sentados no bar, compartilhando uma boa conversa.



Trabalhador local Prince Evans bebe sua cerveja. De acordo com a legenda original, Sr. Evans disse: “Pode ser cara, pode ser leve, mas não há nenhuma cerveja ruim”.



Três homens discutem várias questões locais ao longo de uma cerveja e um cigarro.



Mrs. Pitt , esposa do proprietário, serve um copo de cerveja para um oficial naval no bar do pub “The Cricketers” em Brighton. A legenda original afirma que este pub existe desde 1545.



Uma vista de suportes para garrafas vazias atrás do bar, no Wynnstay Arms, Ruabon. A falta de bebidas como uísque e gim era uma visão comum em tempos de guerra.


Credito imagens: Arquivo IWM.

#Cerveja #CervejaeHistoria

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014