Cerveja também combina bem com o inverno!

Com a chegada da estação mais fria do ano, é comum o consumo de pratos quentes e mais consistentes. E quando se trata de bebidas, a cerveja também combina bem com o inverno. A estação é uma ótima oportunidade para degustar cervejas especiais, que combinam com o clima mais frio e com a culinária da região Sul do país.

O beer sommelier da Baden Baden, Samuel Hoshino, explica que, geralmente, na época de frio, as cervejas mais encorpadas e com maior teor alcoólico são ótimas opções para consumo. “A percepção do brasileiro sempre foi de que a cerveja tem que refrescar e, por isso, a gente sempre pensa em tomá-la no verão. Nesse raciocínio, fica difícil beber uma cerveja muito alcoólica e encorpada na praia, certo? Mas é importante pensar que cada estilo de cerveja têm condições e ocasiões diferentes de consumo. Durante o inverno, uma cerveja mais forte pode ser uma boa opção”, comenta Hoshino.

Uma curiosidade é que as cervejas devem ser servidas em diferentes temperaturas, independente da estação do ano. “O ideal é pensar em uma temperatura na qual a cerveja possa te entregar os melhores sabores”, explica o beer sommelier. Por exemplo, a Weihenstephaner Vitus cerveja de trigo com alto teor alcoólico, deve ser servida entre 6 e 10ºC. Já a Schornstein Bock, produzida com malte tostado, a temperatura ideal varia entre 5 e 7ºC. São ótimas opções para serem degustadas nas cidades mais frias do Brasil, localizadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, acompanhadas de pratos típicos da região.

Harmonização de cervejas no Inverno

O inverno é uma estação convidativa para o consumo de pratos mais suculentos. Inclusive, existe uma variedade de cervejas especiais que combinam com o clima mais frio e com as comidas típicas desta estação do ano, como pinhão, feijoada, costela e fondue de carne. Confira o infográfico abaixo e escolha a sua harmonização.

Pinhão: cervejas maltadas com teor alcoólico médio

A Baden Baden 5 Grãos surpreende pela maciez e preenchimento, resultado da presença inovadora do amaranto, da aveia e da quinoa, além do trigo, e é claro, da cevada. Aroma, sabor e leve amargor, que encontram equilíbrio em uma experiência única!

Teor Alcoólico: 5,9%

Temperatura Ideal: 4 – 7ºC

Costela: cervejas com maltes caramelizados ou tostados, com alto teor alcoólico

Baden Baden Bock é uma cerveja encorpada e possui uma coloração castanha, com um toque adocicado ao paladar e aroma levemente tostado. Originária da cidade de Einbeck, norte da Alemanha, a cerveja tipo Bock era produzida nos monastérios especialmente para festas religiosas.

Teor Alcoólico: 6,5%

Temperatura Ideal: 5 – 7°C

Feijoada: cervejas com maltes tostados

Seguindo a Lei Alemã da Pureza, a Eisenbahn Dunkel não é escurecida com caramelo ou corantes. Sua cor é proveniente do malte de cevada torrado, o que lhe confere paladar e aroma com notas de torrefação que lembram café.

Teor Alcoólico: 4,8%

Temperatura Ideal: 4 – 6 °C

Fondue de carne: cervejas de trigo mais encorpadas

A Eisenbahn Weizenbock é uma refinada cerveja escura de trigo com alto teor alcoólico, com pelo menos 50% de trigo em sua composição. Possui ótima formação de espuma, sabor e aroma frutados, porém tem corpo mais intenso com notas de torrefação.

Teor Alcoólico: 8%

Temperatura ideal: 6 – 10 °C

#CervejasdeInverno #Harmonização #BadenBaden5Grãos #DicasdeHarmonização #SamuelHoshino #Frio #EisenbahnDunkel #EisenbahnWeizenbock #Inverno #BadenBadenBock #WeihenstephanerVitus

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014