Cia Hering gera indignação aos cervejeiros com camiseta escrita "Que se dane a cerveja artesanal"

A tradicional empresa têxtil de Blumenau, a Cia Hering está em meio aos holofotes cervejeiros, porém, não é por um bom motivo. A empresa sediada em Blumenau - SC, cidade portadora do título de capital nacional da cerveja, está sofrendo duras críticas (merecidas), por ter lançado recentemente uma coleção de camisetas que tentam brincar com um humor mais ácido, inclusive uma das camisetas da coleção possui a frase "Meu pet é mais esperto que o seu filho", porém, essa não é a camiseta que está irritando o setor cervejeiro.


A camiseta com o dizer "Que se dane a cerveja artesanal" foi compartilhada em redes sociais no último dia 05/02 e ganhou voz ativa principalmente no Instagram, a empresa chegou a manifestar um esboço daquilo que poderia ser um pedido de desculpas, porém, o pedido de desculpas se resumiu a um comentário, em um post aleatório e em meio a tantas cobranças que os consumidores estavam fazendo sobre o produto. A empresa tirou a camiseta de circulação eatté o momento não se posicionou sobre o caso. Os cervejeiros de plantão estão no aguardo de pelo menos uma nota oficial nas redes sociais por todo o desrespeito causado pela empresa de Blumenau.



Antes de qualquer coisa, precisamos entender até onde a brincadeira da estampa pode alcançar e o motivo no qual ela não está sendo aceita. Então vamos aos fatos:


Criar um produto exige pesquisa, muita pesquisa! E aparentemente a Cia Hering não fez, caso tenha feito pesquisa, a empresa declara seu posicionamento dizendo: - Dane-se que eu (Hering) estou na capital brasileira da cerveja. - Dane-se que a única faculdade sobre cervejas do país movimentou aproximadamente R$4,5 milhões da economia de Blumenau, só em janeiro. - Dane-se que a Oktoberfest movimenta mais de R$25 milhões da economia local. - Dane-se que a cerveja artesanal gera mais empregos que a grande indústria. - Dane-se que a cerveja movimenta 1,6 % do PIB nacional. - Dane-se que hoje a quantidade de empregos gerados por conta da cerveja seja equivalente a quase 8 cidades no qual eu (Hering) estou sediada.

- Dane-se o empresário que investe R$1 e gera R$2,5 na economia do NOSSO PAÍS. - Dane-se as 14 cervejarias artesanais de Blumenau. - Dane-se a cultura alemã e história cervejeira de Blumenau.



A estampa ainda faz a alusão ao engradado de cerveja, relação que muitos consumidores fazem quando comparam os preços de uma garrafa de cerveja artesanal com uma caixa de latas da cerveja popular. A brincadeira com o consumo exagerado torna a estampa ainda mais reprovável, em tempos onde o movimento da cerveja artesanal tenta democratizar o consumo moderado da bebida, falar de consumo em grande escala vai na contramão daquilo que é o ideal para nós, falar em consumo deliberado dando aval para isso, por meio de uma estampa e alegando ser uma "brincadeira" é irresponsável, é desrespeitoso, pois manter a máscara que é bonito, que nada acontecerá se você tomar uma caixa de cerveja, não revela os riscos que esse consumo desenfreado pode trazer. Precisamos falar que acabou a graça das camisetas que fazem piada com bêbados, acabou a graça de ser o que mais bebe da turma, acabou a graça de tomar todas e voltar para casa dirigindo, acabou a graça de ser imprudente, acabou a graça de ser irresponsável, acabou a graça de ser imaturo!


Acredito que tendo essas informações em mãos uma pessoa lúcida não diria "dane-se" para o que esses números representam, não é uma brincadeira, não é um meme, não é sátira ou humor negro.

Falar "dane-se" para as pessoas que trabalham diariamente para criar esses números na economia da sua cidade e do nosso país, é muito, mas muito leviano e desrespeitoso!

Infelizmente hoje a Cia. Hering não representa Blumenau!

#quesedaneahering

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014