Grupo Petrópolis realiza primeira produção de cerveja na fábrica de Uberaba

O Grupo Petrópolis deu início às atividades na sua nova unidade em Uberaba. As máquinas entraram em operação no último dia 10 para a fabricação das primeiras unidades de cerveja. Serão produzidos 110 mil litros da cerveja Itaipava neste primeiro momento, sob o comando do diretor industrial e mestre cervejeiro, Diego Gomes.


De acordo com informações da empresa, a bebida passará por todo processo de fabricação e será envasada ainda em agosto, após o tempo de maturação. Com o início da produção, a fábrica entra em funcionamento dentro do cronograma previsto.


A implantação da cervejaria começou em julho do ano passado. A licença ambiental e o habite-se foram emitidos em junho para viabilizar a entrada em operação da fábrica.


A planta terá quatro linhas de produção e a expectativa é que todas estejam em pleno funcionamento até o fim de 2020. O investimento total para a instalação em Uberaba é de R$1 bilhão. A fábrica terá capacidade para a produção de 9 milhões de hectolitros de cerveja por ano, quando estiver completamente ativa.


A unidade mineira é a maior da companhia e consolida projeto de expansão do Grupo Petrópolis na região.

Ao entregar o habite-se à empresa, em junho, o prefeito Paulo Piau fez questão de ressaltar o avanço econômico que o Grupo Petrópolis está trazendo para o município, destacando a geração de emprego e renda. “O grupo fez um investimento de R$1 bilhão e 100 milhões e irá gerar 800 empregos diretos além 1.200 indiretos. São milhares de oportunidades geradas no nosso município. Nós somos apenas um instrumento momentâneo. Esse grande empreendimento continuará gerando muitos frutos para a cidade a partir de agora. O que fizemos foi cumprir o nosso papel que é promover o desenvolvimento da cidade”, afirmou.


Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação (Sedec), José Renato Gomes, disse que o momento marca uma nova era para Uberaba. “É um sonho que está sendo realizado. Como mesmo destacou os representantes do grupo, algo nunca visto antes. A liberação e a concretização de um empreendimento como este, numa cidade do interior, em apenas 15 meses, é algo único”, destacou o secretário.

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014