• Maria da Hora

O defumado é permitido apenas nas comidas ou vale apostar em cervejas também?

Nem tudo que é defumado precisa ser apenas na comida, até porque, alguns séculos atrás, toda cerveja era defumada, porque o processo usado para interromper a germinação dos grãos maltados era feito em grandes fornalhas a lenha, e isso fazia com que a defumação do malte fosse algo inevitável. Tempos depois, em 1817 para ser mais exata, a forma de secar e torrar os maltes mudou para algo parecido com o mecanismo usado para a torra de café de hoje em dia, porém essa prática fez com que as cervejas perdessem essa característica.


Felizmente ou infelizmente essa revolução na prática da malteação dos grãos foi uma invenção do engenheiro britânico Daniel Wheeler. Essa nova máquina de torrefação, era um cilindro rotativo que mantinha o grão afastado do fogo direto e o torrava de forma mais intensa e homogênea. Devido a esse novo formato surgiu o 'black patent malt', que dava cor às cervejas sem gerar o aroma defumado tão comum naquela época. Isso tornou possível a produção de cervejas escuras, mais consistentes e com aromas melhores.



Mesmo com toda essa invenção para obter novos maltes, nem todas as maltarias foram adeptas, mantendo-se ao modo antigo, ainda mais na cidade de Bamberg, na região Francônica da Alemanha, onde a tradição era levada muito a sério e graças a essa a essa fidelidade dos alemães a Brauerei Schlenkerla e Christian Merz Brauerei Spezial se tornaram ícones na produção de cervejas defumadas. Ambas cervejarias produzem seu próprio malte e contam com diversas cervejas defumadas em seu portifólio.


Há uma lenda (não confirmada) de que a Rauchbier nasceu por acidente, quando um incêndio em uma cervejaria teria dado o perfil de fumaça aos maltes e para não perder a produção, o mestre cervejeiro teria usado esses maltes mesmo assim, criando uma cerveja que caiu no gosto popular. Em alemão o nome Raucbier remete à fumaça e apesar do BJCP ter o estilo catalogado, existe uma segunda categoria, Smoked Beers, que engloba qualquer estilo de cerveja que possuem maltes defumados.



Bom, toda essa história deu uma certa fome aqui e imagino que em você também, por isso segue abaixo uma receita super fácil de massa de panqueca com cerveja defumada.


INGREDIENTES


  • 350 ml de cerveja do estilo Rauchbier;

  • 2 ovos;

  • 2 colheres de óleo;

  • 1 ¹/2 xícara de farinha de trigo;

  • 1 colher rasa de sal marinho ou de sua preferência.


MODO DE PREPARO


No liquidificador, bata todos os ingredientes, acrescentando a farinha de trigo aos poucos, até a massa ficar homogênea. Com uma concha, transfira a massa para uma frigideira média com fogo médio, espalhe até ficar uniforme virando a frigideira. Doure de um lado e vire dourando o outro lado.


Dicas extras

  1. Há uma panquequeira ou frigideira invertida que facilita muito e faz com que o formato da panqueca fique bem certinho e redondo (Confira o modelo);

  2. A Rauchbier é uma cerveja clássica e para essa receita não precisa ser exatamente uma Schlenkerla, você pode usar as cervejas nacionais, como a Rauchbier da Bamberg ou a Combusta da Schorstein;

  3. O recheio fica à sua escolha, apesar do clássico ser bolonhesa, vale apostar em recheios doces como creme de avelã e chocolate meio amargo fica ótimo!