Patagonia processa AB INBEV por usar nome da marca para vender cerveja

Patagonia processa AB INBEV por usar nome da marca para vender cerveja (Imagem: Divulgação)

A empresa também acusa a maior cervejaria do mundo de tirar vantagem da tremenda boa vontade e de criar confusão entre as duas marcas.

Patagonia lançou sua primeira cerveja, chamada Long Root, em 2016. AB InBev obteve a marca registrada para a cerveja Patagonia nos EUA em 2012, mas lançou a marca Patagônia Brewing Company nos EUA em 2018. A cervejaria, Cervecería y Maltería Quilmes, tem sede na Argentina e lançou a cerveja em 2006.

No processo, apresentado esta semana no Tribunal Distrital dos EUA na Califórnia, a varejista de roupas declarou: “Ao lançar sua cerveja Patagonia, a AB InBev deliberadamente tentou tirar proveito da tremenda boa vontade da Patagonia, Inc. e Patagonia Provisions, Inc. (juntos, ‘Patagonia’ ou ‘Requerentes’) cultivaram em sua marca, e a reputação suada que a Patagonia, Inc. construiu nos últimos 40 anos como uma empresa dedicada à conservação ambiental.”

“A AB InBev foi tão longe quanto criar um logotipo que é muito semelhante ao famoso logotipo da silhueta da montanha da Patagonia, que aparece continuamente há décadas em milhões de produtos.”

Novo rótulo da Patagonia Amber Lager (Imagem: Divulgação)

A Patagonia também alegou que a AB InBev vinha promovendo sua nova cerveja em resorts de esqui, onde sua linha de roupas é popular e distribui jaquetas de marca, gorros, camisetas e cachecóis com sua cerveja.

Acusa a AB InBev de concorrência desleal e solicitou ao tribunal que ordene à AB InBev que pague quaisquer prejuízos incorridos como resultado de suas atividades, incluindo lucros e honorários advocatícios.

Em comunicado fornecido à Fast Company , um porta-voz da AB InBev disse: “Estamos cientes desse processo e acreditamos que ele não tem mérito. Nós defenderemos vigorosamente nossos direitos de marca registrada. ”

Este é o segundo processo recente movido contra o fabricante da Budweiser. No mês passado, a cervejaria MillerCoors entrou com uma ação contra a AB InBev sobre a “campanha publicitária falsa e enganosa” exibida durante o Super Bowl deste ano.

A AB InBev publicou três anúncios durante o Super Bowl promovendo sua marca de cerveja Bud Light. Usando o tema medieval irônico da marca, o anúncio destacou o uso de xarope de milho da MillerCoors em suas marcas Miller Lite e Coors Light, terminando com o slogan “Bud Light, fabricado sem xarope de milho”.

A MillerCoors alegou que a AB InBev havia intencionalmente enganado os clientes a pensar que havia xarope de milho e xarope de milho com alto teor de frutose na Miller Lite e na Coors Light.

Na  ação,  registrada no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Ocidental de Wisconsin, a MillerCoors afirmou que só usa xarope de milho (não xarope de milho rico em frutose) como um auxiliar de fermentação e, portanto, “nenhum xarope de milho aparece no Miller Lite finalizado e produtos da cerveja Coors Light ”. Acrescentou que “não há HFCS em nenhum dos produtos da MillerCoors”

Fonte: The Drink Business

#Ambev #Processo #ProcessoCervejeiro

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014