Quanto você gasta atualmente em seu bar?

Um grande erro quando pensamos em diminuir o desperdício do bar é acreditar que o investimento será alto e o processo será complicado.

O consumidor está optando por frequentar lugares que prezam por sustentabilidade, essa busca não é apenas uma tendência passageira do mercado e sim um grande movimento mundial.

Você não precisa ter ideias extraordinárias para se adaptar ao movimento do mercado, você poderá aplicar isso nos hábitos do dia a dia, e quando perceber os benefícios que serão gerados para o seu bar, com certeza vai se apaixonar pela ideia de ajudar o planeta, a sociedade e também o seu bolso.

Para onde está indo o dinheiro do seu bar? (Imagem: Pixabay)

Insumos

Um exemplo é o Guarita Bar, em São Paulo, onde a chefe de bar Alice Guedes, contou para site Mixology News que a intenção do bar é gerar o mínimo de desperdício possível, “Todos os cítricos têm a casca retirada antes de fazer os sucos, que servem como twists”.

Uma construção consciente do mise in place também é muito importante, ter a noção do fluxo de clientes no dia a dia pode representar uma economia de tempo e insumos que dificilmente serão utilizados. “Com a sobra dos zests, fazemos infusão em vodca e assim criamos o Guarita Fizz.” conta Alice. “As rodelas de cítricos que sobram vão para o desidratador” isso gera ingredientes frescos para o bar.

Resíduos

O chefe de bar do Ponto Gin, bar de Curitiba, Vinícius Kodama contou, que junto com os outros bares e restaurantes do Shoping Hauer, contrataram uma empresa de gestão de resíduos, para coletar e reciclar o plástico, vidro e orgânicos que eles separam durante os turnos. Com esse ato todas as empresas conseguiram o selo verde, que indica o estabelecimento responsável com o meio ambiente.

“Nos deixamos todo o lixo separado quando colocamos na calçada para a coleta, assim ajuda também os catadores que podem pegar alguns desses materiais para a reciclagem” conta Vinícius Kodama.

Guardar as garrafas de vidro e colocá-las em uma caixa no final da noite, são medidas simples que representam muito para o planeta. Essas garrafas, quando bem limpas podem ser reutilizadas para armazenar xaropes e outros preparos.

Descartáveis

Apesar das novas leis proibindo a venda de copos, taças, pratos e talheres plásticos, que já foi aprovada em 2016 mas passará a valer integralmente em 2020, a legislação não acaba com materiais descartáveis, mas obriga o mínimo de 50% da composição seja biodegradável.

Muitos itens usados no bar não precisam ser de plástico e hoje há muitas alternativas de materiais biodegradáveis. Assim como os canudinhos, você pode trocar os copos descartáveis de plástico por copos de papel, ainda pode agregar valor a eles estampando a logo da sua empresa ou até mesmo nomes e receitas de coquetéis.

Bambu, madeira, bagaço de cana e outros subprodutos de processamento de plantas que virariam lixo, hoje viram mexedores e talheres que podem ser descartados junto com o lixo orgânico.

Canudos descartáveis que eram usados pelo bartender para experimentar os drinques, hoje são substituídos por canudos de inox.

#Cerveja #MixologyNews #gerenciamentodebar #reciclável #Sustentabilidade

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014