Queda no preço do alumínio anima fabricantes de cerveja

Queda no preço do alumínio anima fabricantes de cerveja (Imagem: Pixabay)

As cervejarias globais estão alinhadas com os menores custos de insumos, como resultado da queda no preço anteriormente alto do alumínio usado na fabricação de latas, as fabricantes estão empolgadas com o ano de 2020, de acordo com o analista Trevor Stirling .

O ano passado viu quedas “significativas” nos preços do alumínio, disse Trevor Stirling, da AB Bernstein. Como as grandes indústrias normalmente compram as embalagens de metal com cerca de um ano de antecedência, 2020 deve ter um declínio de 5% a 10% nos custos de latas, prevê Stirling.

O alumínio corresponde por cerca da metade do custo total de uma lata, de acordo com o analista.

Stirling alega que os fabricantes de cerveja nos EUA, Europa Ocidental e Japão devem se beneficiar mais com a queda nos custos de latas, pois usam mais as embalagens do que as empresas nos mercados em desenvolvimento, onde o vidro é preferido. O analista acrescentou que os fabricantes de cerveja da Europa Ocidental provavelmente sofrerão a menor pressão sobre os custos em 2020, por causa da forte colheita de cevada no nordeste do continente.

Stirling disse que os preços da cevada para maltagem na safra de 2019 caíram 25% em relação ao ano anterior, com uma queda de 15% no malte. Os EUA estão na linha de um declínio de 5 a 10% nos preços da cevada para maltagem.

Apesar da perspectiva otimista de custos de insumos, Stirling alertou que as cervejarias competirão com a inflação de salários e os preços potencialmente mais altos de energia e das garrafas em 2020.

Nos últimos dois anos, as cervejarias globais apontaram os altos preços do alumínio como um empecilho para os lucros. Nos EUA, o aumento foi atribuído por algumas empresas às tarifas de importação do metal implementado pelo governo dos EUA em 2018.

#alumínio #Cerveja #Latadecerveja #MercadodeCervejas

©2020 por Cerveja em Foco. Desde 2014